Assinar
Jardim Escola João de Deus
ÁREA RESERVADA
Entrar
novo registo  |  recuperar senha
Matosinhos
Jardim Escola João de Deus

A Associação de Jardins Escolas João de Deus

Um Modelo Humanista

O Jardim-Escola João de Deus de Matosinhos pertence à Associação de Jardins-Escolas João de Deus, sucedânea da Associação de Escolas Móveis pelo Método João de Deus, que alfabetizou entre 1882 e 1920 cerca de 28 mil adultos e crianças. É uma Instituição Particular de Solidariedade Social, devotada ao serviço da educação do povo e da criança portuguesa.
A Associação de Escolas Móveis pelo Método João de Deus foi fundada por Casimiro Freire em 1882, época em que o índice de analfabetismo das classes trabalhadoras rondava cerca de 87%. Acompanharam-no nessa iniciativa algumas personalidades destacadas desse tempo como João de Barros, Bernardino Machado, Jaime Magalhães Lima, Francisco Teixeira de Queiroz, Ana de Castro Osório, Homem Cristo, entre outros.
Em 1908 por proposta de João de Deus Ramos, filho do Poeta-Educador, passou a designar-se “Associação de Escolas Móveis pelo Método João de Deus, Bibliotecas Ambulantes e Jardins-Escolas”.
Começa, então, a sentir-se a necessidade de dar caráter mais fixo, mais amplo e perdurável à obra de instrução levada a cabo e, em 1911, João de Deus Ramos funda em Coimbra o primeiro Jardim-Escola João de Deus. Cerca de metade da verba que se despendeu nesta realização foi conseguida pelo Orfeão Académico de Coimbra dirigido por António Joyce. E esse exemplo frutificou. Até 1953, data do seu falecimento, João de Deus Ramos criou onze jardins-escolas, continuando infatigavelmente a missão educativa da Associação.
Em 1917, foi inaugurado o Museu João de Deus, projeto de Escola-Monumento (da autoria de Raul Lino e hoje classificado património municipal), ao qual se associaram numerosos intelectuais e artistas dessa época, entre os quais João de Barros e Afonso Lopes Vieira.
Jaime Cortesão que considerava a Associação de Jardins-Escolas dos melhores legados da 1ª República escrevia: “O culto de João de Deus, esse, é mais íntimo, mas não menos fecundo. Em volta do nome do grande Lírico, autor da “Cartilha Maternal”, juntaram-se muitos professores, intelectuais, artistas e construtores que lançam os verdadeiros alicerces da Pátria”.
A partir de 1920, a Associação de Jardins-Escolas João de Deus enriqueceu o número de alfabetizados por aquele Método com mais cento e trinta e cinco mil e seiscentas e quarenta crianças. Nesse ano, iniciou-se o primeiro ano de formação de Educadores de Infância, mas só em 1943 seria fundado, com caráter sistemático, o primeiro Curso de Didática Pré-Primária (designação de João de Deus Ramos). Vinte anos depois, começa a funcionar um Curso de Auxiliares de Educação Infantil (que viria a ser extinto em 1980), no intuito de evitar que as crianças estivessem entregues a vigilantes sem preparação especializada.
Exemplo de respeito pela obra desta instituição, dedicada à Educação e à Cultura, é, sem sombra de dúvida, a atitude de um dos principais apóstolos do salazarismo, o ministro Carneiro Pacheco, que em 1936, decretou o encerramento das escolas do Magistério Primário, mas não se atreveu, dado o peso e o reconhecimento públicos desta instituição, a encerrá-la, reconhecendo, por Decreto-Lei de 15 de agosto de 1936, o seu respeitoso projeto de responsabilidade e honestidade.
Foi este o reconhecimento público do trabalho de João de Deus Ramos, que de si próprio dizia ironicamente: depois de João Sem-Medo e de João Sem-Terra, eis aqui o João Sem-Nome. Era nesta modéstia, que se revia o pedagogo que já à época defendia: “É preciso que o povo saiba ler e escrever, é preciso motivar os políticos para a execução desses princípios”. Eleito deputado por duas vezes (em 1913 e 1915), João de Deus Ramos exerceu ainda os cargos de Governador Civil, de Ministro da Instrução Pública e de Ministro do Trabalho.
A 9 de novembro de 1988 o Decreto-Lei n.º 408/88 autoriza a criação da Escola Superior de Educação João de Deus com os Cursos de Educadores de Infância e de Professores do Ensino Básico 1ºCiclo. Aos quais se juntaram os CESES em Investigação em Educação, Gestão Escolar e Desenvolvimento Pessoal e Social.
A Associação de Jardins-Escolas João de Deus e a Escola Superior de Educação João de Deus tem ao seu serviço mais de mil pessoas, entre educadores, professores, auxiliares de educação e outros colaboradores, cuja atividade se reparte pelos centros infantis, jardins-escolas, ludotecas e museus.
Desde a fundação das Escolas Móveis pelo Método João de Deus e posteriormente dos jardins-escolas com o mesmo nome já foram matriculadas cerca de 200.000 crianças.
A fase etária da frequência escolar faz-se entre os 3 e os 10 anos. Estes alunos recebem duas refeições diárias e as quotizações são estudadas para custarem um mínimo de encargos aos pais e encarregados de educação e de acordo com o rendimento do seu agregado familiar.
A Associação de Jardins-Escolas João de Deus organiza, periodicamente, em geral todos os anos, reciclagens e visitas de estudo a centros educativos em Portugal e no estrangeiro, procurando assim manter os seus métodos a um nível europeu.
Recordando João de Deus Ramos, terminaremos com palavras suas:

“São assim os Jardins-Escolas João de Deus modelo português de escola Pré-Primária que muito me orgulho de poder legar à minha Pátria.”

 

Outras Notícias

Recolha de alimentos a favor da Cruz Vermelha Portuguesa

2017-11-08

A Delegação de Matosinhos da Cruz Vermelha Portuguesa vem agradecer todo o apoio voluntário prestado na Ação de Recolha de Alimentos que decorreu nos dias 27, 28 e 29 de Outubro de 2017, nas Lojas Modelo Continente Hipermercados, SA.
 
Ler mais
 

Recolha de alimentos a favor da Cruz Vermelha Portuguesa

2017-11-08

É com profundo reconhecimento que agradecemos a colaboração do Jardim Escola João de Deus desde o Sr. Diretor Prof.º António Pinheiro que abraçou e incentivou o desenvolvimento desta parceria bem como toda a sua equipa de funcionários assim como pais e alunos que dedicaram o seu tempo a ajudar quem mais precisa.

Salientamos uma vez mais que a colaboração do Jardim Escola foi muito importante para o sucesso desta Ação e consubstanciaram num ato de solidariedade em prol de muitas famílias com baixos recursos e que são apoiadas por esta Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa.

Informamos que no desenvolvimento do vosso trabalho voluntário o Continente Bom Dia Norteshopping nos dias 28 e 29 obteve um total de 1.975 produtos.

O nosso muito obrigado a todos e a todas.

Com os nossos melhores cumprimentos

Mónica Henriques

Cruz Vermelha Portuguesa


 

Comemoração do Centenário do Museu João de Deus

2017-10-16

Caros pais , Tenho o grato prazer de Vos enviar o link da Presidência da República com a notícia e vídeo reportagem da Cerimónia Comemorativa dos 135 anos da Associação de Jardins-Escolas João de Deus e dos 100 anos do Museu Bibliográfico,
 
Ler mais
 

Comemoração do Centenário do Museu João de Deus

2017-10-16

Gostaria de destacar que, durante a Cerimónia, Sua Excelência, o Presidente da República agraciou a Associação de Jardins-Escolas João de Deus com a Ordem Honorífica da Instrução Pública.

Discurso do Sr. Presidente da República na Comemoração do Centenário do Museu João de Deus

Com os melhores cumprimentos,

António Ponces de Carvalho

Presidente da Direção

 


 
 
Política de Privacidade   |   Mapa do Sitio   |   Contacte-nos